quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Humildade, qualidade de servos!


Ao final de uma apresentação de um trabalho da faculdade, recebi a avaliação da professora com uma orientação: “seja humilde”. Muito acostumado com os processos de avaliação, nem dei importância a observação. Preferi resignar-me e pensar sinicamente: “Graças! Ainda sou eu!”. Foi então que a frase de uma aluna ao fundo me deixou profundamente perturbado. Repetia ela um paradigma perigoso: “Nossa! A modéstia ali passou longe...”. Veio-me instantaneamente à memória as palavras de Cassius Cley, quando já assinava Mohammad Ali: “É difícil ser humilde quando se é tão maravilhoso quanto eu”.
O sistema de ensino, melhor seria adestramento, perverso ao qual ainda somos submetidos, não estimula aos professores a extrair talentos e auxiliar na construção de personalidades empreendedoras. Prefere nivelar os indivíduos e até punir as características que podem destacar esses indivíduos. Isso endossa e corrobora a sucessão de uma sociedade medíocre e intolerante com os “diferentes”.
A grande sedução do simplismo (e do mal) é que ele é uno, com contornos concretos, visível. Surge uma adoração aos deuses do panteão “Big Brother”. A estupidez torna-se clara, excitante e eficiente.
É a vitória da testa curta, o triunfo das toupeiras. Inteligência é chata - com seus labirintos. Inteligência nos desampara; burrice consola, explica. O bom asno é bem-vindo, o inteligente é olhado de esguelha. Na burrice não há dúvidas. A burrice não tem fraturas. A burrice alivia - o erro é sempre do outro. A burrice é mais fácil de entender, é mais "comercial".
A palavra Humildade (do latim humilitas) significa a virtude que nos dá o sentimento de nossa igualdade com o próximo. Procede da raiz humus que significa "filhos da terra". Era, porém, na sociedade romana, bandeira dos humiliores, gente inferior e associada as coisas ruins da sociedade, em contrapartida aos honestiores, os homens bons porque eram livres, senhores da terra, da guerra e da política.

Ainda, segundo o dicionário Michaelis: hu.mil.da.de - s. f. 1) Virtude que nos dá o sentimento de nossa fraqueza. 2) Modéstia. 3) Demonstração de respeito, de submissão.
A modéstia pode significar várias coisas, tais como falta de convencimento ou vaidade, a relutância de se gabar da habilidade, das consecuções e dos bens que se tem. Segundo certa obra de referência, modéstia também significa “respeitar limites”. A pessoa modesta respeita os limites do bom comportamento. Reconhece também que há limites para o que deve e o que consegue fazer. Sabe que há coisas que não tem o direito de fazer. Nós certamente nos sentimos atraídos aos que são modestos. “Nada é mais agradável do que a verdadeira modéstia”, escreveu o poeta inglês Joseph Addison. A modéstia fica bem nos grandes homens. O que é difícil é não ser nada e, ainda assim, ser modesto.
A modéstia não é uma tendência natural dos humanos. Temos de fazer esforço para desenvolver esta qualidade. Contudo, nas pessoas de capacidade limitada, a modéstia não passa de mera honestidade. Entretanto, em quem possui grande talento, é hipocrisia.
A modéstia me levou a passar fome por três anos e a conhecer vários tipos de privação social. A auto-estima e, porque não dizer, a arrogância, me permitiram tornar-me gerente de uma conceituada empresa, liderar várias equipes e formar outros líderes, editar dois livros (sem pagar do bolso), e contribuir com vários programas sociais.
Vejam os exemplos nas boas biografias de quem realmente contribuiu com algo em favor de nosso progresso. Não foi a humildade o motor principal que os levou a superar todos os desafios, inclusive a resistência dos medíocres.
Claro que o mundo está mais informado, comunicando-se horizontalmente, digitalizado pelos milagres da tecnologia da informação, internet e assim por diante. Claro. Mas os efeitos colaterais são imensos. Vejam nos Twitter e Orkuts da vida a burrice viajando na velocidade da luz.
Junto com a revolução da informação há a restauração alegre da imbecilidade. Muita gente acha que a burrice é a moradia da verdade, como se houvesse algo de "sagrado" na ignorância dos pobres Uma sabedoria que pode desmascarar a "mentira inteligente" do mundo. Para eles, só os pobres de espírito verão Deus, como reza a tradição.
Outro dia, vi um daqueles "bispos" de Jesus de terno e gravata na TV, clamando para uma multidão de fiéis: "Não tenham pensamentos livres; o Diabo é que os inventa!".
Concluo com as palavras de quem, melhor do que este tolo que agora escreve, já definiu a humildade: “O que é a humildade senão uma modéstia hipócrita, através da qual um homem pede perdão por ter as qualidades e os méritos que os outros não têm?".

Reações:

2 comentários:

  1. Palavras da Salvação!!!
    Salva confrade Nilson (do ingles, filho de Nil)!
    Falou e disse, aqui é assim mesmo amigo: se vc é bom em algo, tem q dizer q sabe +ou- senão o povo te olha torto.
    Mas isso é na verdade uma conspiração dos Homens de Preto q controlam a humanidade, como costumo dizer: - Imagina se tivessemos professor do nivel do Marçal enquanto eramos crianças?? o Brasil seria o Japão ou qq outro pais Anglo-Saxão (motherfucker)ou Cuba, sei la; mas ñ seria como é!
    Mas sempre tive a impressão (agora sei q é verdade) q a ideia é deixar o povo burro, vida de gado rules...
    Bom, perdi meu foco, mas concordo plenamente com suas palavras!
    Qq dia desses a gente faz uma revolta da polvora (ou C4, tanto faz) em Brasilia e colocaremos só tecnólogos no poder (Formandos da Fatec Araçatuba, claro!)!
    Acho q por hj é só, ñ esquece o livro!
    Valew Brow...té mais!

    PS:quero deixar um salve pra galera da Xurupita!

    ResponderExcluir
  2. Palavras para reflexão!! Muito bem colocado a intensão de esclarecer conceitos sociais, impostos, tão firmemente arraigados. Podemos sim sermo bons e divulgarmos nossas hbilidades sem sermos necessariamente arrogantes; abaixo a cultura governado por politicos e famosos, os "Big Brothers" da vida, que não sabem a diferença da sua esquerda para a sua direita.

    Mais uma vez parabéns pelas palavras,

    e espero ler mais desses comentários pertinentes seus!!! Aquele abraço amigo.

    ResponderExcluir

Vídeos

Loading...